segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Você não é mais uma garotinha.




 
 
Recentemente, um aplicativo fez sucesso nas redes sociais: a partir de um teste on-line, ele revela a idade mental da pessoa. Se você é usuário de redes sociais, deve ter se impressionado com o número de amigos cuja idade mental é bem inferior à idade real. Até mesmo elas, as mulheres, que sempre foram vistas como o lado mais maduro do relacionamento, também andam prolongando sua fase de “menininha”.

Contudo, mesmo que a maturidade não tenha necessariamente tempo certo para chegar, é importante viver de acordo com a idade que se tem, pois cada fase traz um ensinamento e uma lição diferentes. Segundo Marina Massi, doutora em Psicologia pela USP e especialista em comportamento feminino, o grande problema de mulheres que vivem uma fase que não as pertence mais está na supervalorização da figura da jovem. “Vestir-se mais sensualmente está diretamente ligado a essa mentalidade de que o bom é ser jovem, de que a força e o lado sexual está entre os jovens. A mídia passa essa mensagem o tempo inteiro, o que leva as mulheres a quererem ser e parecer sempre o mais jovem possível”, explica.
 
A popstar Britney Spears, de 32 anos, que o diga. Nem a maternidade de Sean, de 8, e Jayden, de 7, frutos de seu relacionamento com o dançarino Kevin Federline, amadureceram a loira. No começo de sua carreira como cantora, Britney se destacou pelo estilo adolescente, com roupas de colegial e penteados infantis, atualmente, 15 anos após o lançamento de seu primeiro disco “Baby One More Time”, a pressão pela figura sensual parece ter feito uma bagunça na cabeça da popstar.
 
Em entrevista sobre o lançamento de seu documentário “I Am Britney Jean” ou “Eu Sou Britney Jean”, em tradução livre, a cantora comentou sobre o amadurecimento de sua carreira, e dela própria, com relação à sensualidade que sempre predominou em suas performances em cima dos palcos. “Me sinto um pouco diferente agora que estou mais velha. Às vezes me sinto com 20 anos, outras vezes sinto que tenho 50”, confessa.
 
A rainha do pop, a cantora Madonna, saiu em defesa da colega. Para ela, Britney esteve cercada por holofotes desde a infância, o que pode ter prejudicado seu desenvolvimento como mulher. “Ela nunca teve o direito à infância. Desde criança, já era uma estrela. Não teve a chance de crescer e cometer seus erros, é muito duro evoluir dessa forma”.
 
 
Na visão da psicóloga, o que aconteceu com a princesa do pop pode ser justamente a causa da imaturidade de muitas mulheres pelo mundo. “Existem aquelas que cresceram muito rápido, não tiveram uma adolescência, ou se tornaram mães muito jovens, se casaram muito novas e já tinham obrigações como uma casa para cuidar, trabalhar fora. Isso pode gerar uma confusão depois de alguns anos, quando elas conquistam mais independência, se veem livres e querem sair para o mundo, para uma balada, como se fossem uma adolescente, mas não são mais”, esclarece.
Se focar no melhor de cada idade é ter elementos para saber reconhecer o que é importante para o momento que você está vivendo. “A sabedoria, por exemplo, não é um valor cultuado pela nossa sociedade. Maturidade também não, cheira a velhice e ninguém quer sentir-se velho”, acrescenta Marina.
 
Somos realmente mais maduras do que eles
E quem comprova isso é um estudo realizado pela Universidade de Newcastle, no Reino Unido, que confirmou o que muita gente já sabia: o cérebro feminino realmente “amadurece” antes do cérebro masculino.
 
Os cientistas estudaram o cérebro de 121 pessoas com idades entre 4 e 40 anos e constataram que o processo de amadurecimento do órgão, que é quando algumas partes ficam menores e ligações desnecessárias são desativadas, começa aos 10 anos nas mulheres e apenas depois dos 20 nos homens. Quando essas conexões desnecessárias são desativadas, a pessoa passa a focar naquilo que é realmente essencial na vida dela.
 
Ser madura é ser elegante
Com o avanço da medicina e dos tratamentos estéticos, não há problema nenhum em cuidar da aparência, mas com a mesma dedicação, é preciso trabalhar o interior. “Amadurecer é um salto ou uma compreensão profunda de um problema, não necessariamente um amadurecimento de personalidade, mas de compreender uma questão mais profundamente”, explica a psicóloga.
Cada idade exige um comportamento adequado. Ter espírito jovem não é o mesmo que ficar preso a uma fase da vida que já passou. É encarar com alegria e disposição os novos desafios que a vida estabelece. O verdadeiro amadurecimento vem com as lutas diárias, mas somente quando estamos abertos a aprender algo com elas.

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Que Vivian Gomes, espero te ver mais vezes por aqui!
      beijinhos
      Siga o blog, hem...rsrs

      Excluir